quinta-feira, 15 de maio de 2014

Pauta de Reunião

 Este é um exemplo de pauta de reunião do Jardim I que realizei este ano:

Pauta da Reunião:

Apresentação
Lista de presença
Projeto Sustentabilidade, Saúde e Esporte.
Horta – alimentação saudável (incentivo a experimentar alimentos novos,  excesso – obesidade infantil)
Higiene – unhas e cabelos (piolho)
Criança doente – contatos e medicamentos com receita
Nomear pertences
Autonomia - IMPORTANTE - vestir, comer, ir ao banheiro.
Trabalhos da criança - procurar saber, perguntar, elogiar, estimular.
Parceria – desenvolvimento da criança (comportamento, coordenação motora, uso de materiais – lápis, tesoura e cola, numerais e nome).
Recesso das professoras
Horários de saída (Copa)
Esclarecimento de dúvidas
Agradecimento, mensagem e entrega de lembrancinha
      

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Avaliação / Relatório individual

É chegada a hora de avaliar! Vai aqui uma tabelinha que pode ser muito útil:

Você pensa:

Você escreve:
O aluno não sabe
O aluno não adquiriu os conceitos, está em fase de aprendizado…
Não tem limites
Apresenta dificuldades  em aceitar algumas regras estabelecidas, pois...
É nervoso
Ainda não desenvolveu habilidades para o convívio no ambiente escolar, pois...
Tem o costume de roubar
Apresenta dificuldades de autocontrole quando...
É agressivo
 Demonstra agressividade em situações de conflito; usa de meios físicos para alcançar o que deseja.
 É bagunceiro, relaxado, porco
 Ainda não desenvolveu hábitos próprios de higiene e de cuidados com seus pertences.
 Não sabe nada
 Aprendeu algumas noções, mas necessita desenvolver...
É desobediente
 Costuma não aceitar e compreender as solicitações dos adultos, tem dificuldades em cumprir regras...
 É apático, distraído
 Ainda não demonstra interesse em participar das atividades propostas;
Muitas vezes parece se desligar da realidade, envolvido em seus pensamentos
 É mentiroso
 Costuma utilizar inverdades para justificar seus atos ou relatar as atitudes dos colegas.
 É fofoqueiro
 Costuma se preocupar com os hábitos e atitudes dos colegas.
 É chiclete
 É muito afetuoso; demonstra constantemente seu carinho...
 É sonso e dissimulado
 Em situações de conflito coloca-se como espectador, mesmo quando está clara a sua participação.
 É preguiçoso
 Não realiza as tarefas, aparentando desânimo e cansaço, porém logo parte para brincadeiras e outras atividades.
 É mimado
 Aparenta desejar atenções diferenciadas para si, solicitando que sejam feitas todas as sua vontades.
É deprimido, isolado, anti-social
Evita o contato e o diálogo com colegas e professores preferindo permanecer sozinho;
Ainda não desenvolveu hábitos e atitudes próprias do convívio social.
É tagarela
Costuma falar mais que o necessário, não respeitando os momentos em que o grupo necessita de silêncio.
Tem dificuldades de esperar sua vez para falar, não respeitando a vez dos colegas e interrompendo-os com frequência.
Tem a boca suja
Utiliza-se de palavras pouco cordiais para repelir ou afrontar.
É egoísta
Ainda não sabe dividir o espaço e fazer uso dos materiais de forma coletiva.
É largado da família
Apresenta ser desassistido da família, pois…

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Diploma para o Papai


Menina Bonita do Laço de Fita




Era uma vez uma menina linda, linda.
Os olhos pareciam duas azeitonas pretas brilhantes, os cabelos enroladinhos e bem negros.
A pele era escura e lustrosa, que nem o pelo da pantera negra na chuva.
Ainda por cima, a mãe gostava de fazer trancinhas no cabelo dela e enfeitar com laços de fita coloridas. Ela ficava parecendo uma princesa das terras da áfrica, ou uma fada do Reino do Luar.
E, havia um coelho bem branquinho, com olhos vermelhos e focinho nervoso sempre tremelicando. O coelho achava a menina a pessoa mais linda que ele tinha visto na vida.
E pensava:
- Ah, quando eu casar quero ter uma filha pretinha e linda que nem ela...
Por isso, um dia ele foi até a casa da menina e perguntou:
- Menina bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah deve ser porque eu caí na tinta preta quando era pequenina...
O coelho saiu dali, procurou uma lata de tinta preta e tomou banho nela. Ficou bem negro, todo contente. Mas aí veio uma chuva e lavou todo aquele pretume, ele ficou branco outra vez.
Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:
- Menina bonita do laço de fita, qual é o seu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah, deve ser porque eu tomei muito café quando era pequenina.
O coelho saiu dali e tomou tanto café que perdeu o sono e passou a noite toda fazendo xixi. Mas não ficou nada preto.
- Menina bonita do laço de fita, qual o teu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah, deve ser porque eu comi muita jabuticaba quando era pequenina.
O coelho saiu dali e se empanturrou de jabuticaba até ficar pesadão, sem conseguir sair do lugar. O máximo que conseguiu foi fazer muito cocozinho preto e redondo feito jabuticaba. Mas não ficou nada preto.
Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:
- Menina bonita do laço de fita, qual é teu segredo pra ser tão pretinha?
A menina não sabia e... Já ia inventando outra coisa, uma história de feijoada, quando a mãe dela que era uma mulata linda e risonha, resolveu se meter e disse:
- Artes de uma avó preta que ela tinha...
Aí o coelho, que era bobinho, mas nem tanto, viu que a mãe da menina devia estar mesmo dizendo a verdade, porque a gente se parece sempre é com os pais, os tios, os avós e até com os parentes tortos.
E se ele queria ter uma filha pretinha e linda que nem a menina, tinha era que procurar uma coelha preta para casar.
Não precisou procurar muito. Logo encontrou uma coelhinha escura como a noite, que achava aquele coelho branco uma graça.
Foram namorando, casando e tiveram uma ninhada de filhotes, que coelho quando desanda a ter filhote não para mais! Tinha coelhos de todas as cores: branco, branco malhado de preto, preto malhado de branco e até uma coelha bem pretinha. Já se sabe, afilhada da tal menina bonita que morava na casa ao lado.
E quando a coelhinha saía de laço colorido no pescoço sempre encontrava alguém que perguntava:
- Coelha bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?
E ela respondia:
- Conselhos da mãe da minha madrinha...

segunda-feira, 22 de julho de 2013